BLOG COLETIVO

INTERAÇÃO DE AMIGOS.
VOCÊ, É A PÉROLA QUE FALTAVA. QUE BOM QUE VEIO.

Seguidores-onde foram parar??

MEUS VISITANTES.





Image and video hosting by TinyPic


Volte Sempre!!!
Estarei sempre aqui, lhe esperando.
s-16917http://2.bp.blogspot.com/_vzrlnu76oJw/S59hupVevMI/AAAAAAAAC5k/AbinGmJaIbo/s320/TOTOSANDRA.jpg


segunda-feira, 5 de julho de 2010

COLETIVA CHEGA DE BULLYING...

ESTA É MAIS UM PROMOÇÃO DA AMIGA VANESSA CHEGA DE BULLYING http://www.maeetudoigual.com.br COM O SEU BLOG.http://www.maeetudoigual.com.br/2010/06/chega-de-bullying.html...

Eu como educadora, faço minha parte. Não permito que nenhum tipo de brincadeira boba, estúpida, que possa humilhar alguém ou até mesmo os colegas de sala ou escola, seja praticada na escola e até mesmo fora dela. Pois a educação perpassa os muros da escola. Sei o quanto está sendo sério este tema. Este tipo de brincadeira, esta nos deixando muito preocupados. Infelizmente a educação dos jovens de hoje está muito complicada.
http://www.miniweb.com.br/educadores/artigos/imagens/bullies.jpg

Eles não houvem mais, não querem respeitar mais ninguém e querem muito que sejam respeitados. Está existindo uma onda de violência muito grande.Se não cuidarmos, corrermos atrás, buscar alternativas, muitas coisas ruins poderam estar acontecendo, além das quais já estam ocorrendo.
Basta olharmos nos meios virtuais. São muitos jogos que estimulam a violência, lutas e guerras entre eles.. O poder de estar no poder.E aqui fica uma pergunta:- Onde fica as o das autoridades, nesta hora? Por que jogos como esses são permitidos? Estam sendo veiculados, vendidos, comercializados publicamente e nada está sendo feito. Essa é a nossa grande responsabilidade, a de educar e de orientar a respeito dos jogos.
http://studioar.files.wordpress.com/2009/11/bullying.jpg

Refletir, junto com eles, alunos, filhos, as verdadeiras questões de violência que estam por trás desses jogos. Aqui entra a parceria de Pais, escolas e Comunidades. É muito difícil, pois a responsabilidade educacional é muito grande. Mas, não podemos deixar de fazer e nem ade acreditar neste potencial que temos em nossas mãos: adolescente, a criança, nossos filhos.
A responsabilidade é grande. Mas precisamos dar uma direção a esses meninos.
http://www.aceav.pt/blogs/Adolescencia/Lists/Fotografias/bully.JPG
O que nos resta é muita orientação, comprometimento como esses meninos, adolescentes e jovens quase adultos se envolvendo de uma forma ou de outra com esse tipo de diversões. É uma pena que somos muito pouco responsáveis e que se engajam neste missão.. Infelizmente tem que haver uma medida muito maior perante as autoridades. O Governo tem que buscar medidas que levem a não veiculação, seja de jogos ou desenhos animados que induzem a violência. Muitos são motivados pelas brincadeiras e acabam machucando os colegas.Não tem noção do perigo que os rodeiam. São levados quem Maria vai com as outras.
http://www.folhadoestado.com.br/arquivos/news/1336_2768.jpg

"De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público, assegurar, com absoluta prioridade, todos os direitos infanto juvenis fundamentais, como direito à vida, à saúde, à educação, à dignidade, ao respeito e à liberdade. As escolas do Estado de Santa Catarina dispõem do “Programa de Combate ao Bullying”, instituído pela Lei nº 14.651/2009, que menciona a prevenção e o enfrentamento a essa prática por meio de atividades interdisciplinares e da participação comunitária".

Mãe somos todas iguais e muito preocupadas. Não importa o local, o endereço, Cidade. Somos todas corujas nossos pequenos grandes homens e mulheres. Nossos filhos, nossos tesouros. Amamos o que geramos e cuidamos do que amamos e brigamos por eles. Também me preocupo muito com esta questão do bullying.

Tenho um filho de 16 anos e sei o quanto essa idade nos preocupa. A orientação é o melhor remédio. Explicar, conversar, ser amigo é o melhor caminho.
Percebo que as brincadeiras bobas va vem desde muito tempo.
Percebo que desde que a criança começam desde muito cedo a serem tachadas de alguns apelidos, que a deixam muito triste, humilhada muitas vezes.
Muitas vezes o bullying está e vem de dentro da própria família, pelos irmãos mais velhos ou parentes.
http://www.aceav.pt/blogs/Adolescencia/Lists/Fotografias/Bullyinng.JPG

É muito preocupante. Desde muito tempo já se praticava. Infelizmente não tínhamos este conhecimento, como agora.
Na escola, procuro fazer um trabalho de muita consciência. Debato muito sobre o tema. Já passamos por problemas muito sérios com certas brincadeiras. Temos sim, que estar muito atentos a isso.


Neste ano trabalhamos a Cartilha que veio para as escolas. Esta cartilha nos foi enviado pela secretari do Estado de Santa Catarina.
Foi muito bom. O trabalho foi realizado o em todas as salas. Nos dividimos em grupo e utilizamos uma aula para realização desse trabalho. Foi um Dia só para discutir o Bullying e seus constrangimentos.

Este trabalho foi realizado no mês de Abril.
Veja a imagem da cartilha e marca páginas.

O material elaborado pelo Ministério Público de Santa Catarina orienta para que as crianças e adolescentes vítimas de bullying procurem a ajuda de seus pais, da escola, de um profissional da saúde, do Conselho Tutelar, de delegacias especializadas ou de um Promotor de Justiça. As denúncias podem ser feitas pelo número gratuito 100.






O termo BULLYING compreende todas as formas de atitudes agressivas, intencionais e repetidas, que ocorrem sem motivação evidente, adotadas por um ou mais estudantes contra outro(s), causando dor e angústia, e executadas dentro de uma relação desigual de poder. Portanto, os atos repetidos entre iguais (estudantes) e o desequilíbrio de poder são as características essenciais, que tornam possível a intimidação da vítima.

Por não existir uma palavra na língua portuguesa capaz de expressar todas as situações de BULLYING possíveis, relaciono algumas ações que costumam estar presentes:
Colocar apelidos
Ofender
Zoar
Gozar
Gongar
Encarnar
Sacanear
Humilhar
Agredir
Bater
Chutar
Empurrar
Ferir
Roubar
Quebrar pertences.


Algumas atitudes e comportamentos são comuns de um estudante vítima de bullying, como não ter vontade de ir para a escola, apresentar baixo rendimento escolar, isolamento dos amigos e da família. Geralmente, a pessoa não se valoriza, aparenta estar triste, deprimido, ansioso ou aflito. As consequências do bullying são inúmeras, entre elas, baixa auto estima, baixo rendimento e evasão escolar, agressividade, desejo de vingança, estresse, ansiedade, fobias, dificuldade de relacionamento, depressão, e ideias suicidas.
http://3.bp.blogspot.com/_kAfUmFjfZxs/SrKyZcK1-NI/AAAAAAAAAtM/w4Mgz0CGZYg/s320/bullying_conjunto%5B1%5D.jpg

Bem, este é um tema que dá muito o que falar. Mas não vou me deter mais. O importante é lutarmos contra o bullying. ajudar as crianças a serem mais felizes e respeitadas. Realizar trabalhos que promovam a Paz, a Harmonia e o bem estar entre elas para elas.


ESTA É MAIS UMA PARTICIPAÇÃO NA COLETIVA VANESSA http://www.maeetudoigual.com.br


VEJA QUEM ESTÁ PARTICIPANDO:


Canteiros














VENHA PARTICIPAR:



SANDRA

22 comentários:

Sandra disse...

TEMOS QUE TER O CUIDADE MUITO GRANDE COM OS NOSSOS FILHOS, E PRINCIPALMENTE COM OS NOSSOS EDUCANDOS. LÁ MUITO COISA É VISTO
TEMOS QUE SER PROFISSIONAIS CONSCIENTES E CONSCIENTIZADOR.
AJUDAR, INTERVIR, ORIENTAR E CONTRIBUIR PARA O BEM ESTAR DE TODOS.
NOSSA RESPONSABILIDADE ENQUANTO EDUCADOR É MUITO GRANDE O COMPROMISSO TAMBÉM..
PAIS, PROFESSORES, COMUNIDADE, SOCIEDADE TEM UM PAPEL MUITO GRANDE.
TEMOS QUE REVER MUITAS COISAS.
A EDUCAÇÃO PRECISA MUITO DA COLABORAÇÃO DE TODOS E DE PESSOAS MUITO SÉRIAS ENQUANTO GESTORES DESSA INSTITUIÇÃO.
OS GOVERNANTES TEM UMA RESPONSABILIDADE MAIOR AINDA. PRINCIPALMENTE COM OS VEÍCULOS DE COMUNICÇÃO E INTRETERNIMENTOS.

ABRAÇE ESTA CAUSA. E LUTE CONTRA O NÃO BULLYING.

J. Neto disse...

É exatamente isto, Sandra. Eu acredito que a boa e melhor Educação para seus filhos começa somente em casa. Quando vejo pais relegando esta Educação aos professores fico bastante preocupado. Não porque eu ache que eles não iriam aconselhar bem, não é isso, mas porque creio que já são bastante atarefados e que essa não é exatamente a sua função primordial.

Parabéns por sua participação nesta coletiva. Abraços.

Sandra disse...

Obrigada Neto, pela sua contribuição.
É um grande prazer ter vc aqui debatendo neste dia dia dedicado ao bullying.
Com certeza temos que fazer a nossa parte. Estar sempre muito atentos.
Um abraço,
Sandra

Valdeir Almeida disse...

Olá, Sandra.

Como educadores, o que nos resta é orientar mesmo. Aliás, é nossa responsabilidade. Além disso, o Estado deve promover programas educativos para cuidar dos adolescentes e crianças de famílias desestruturadas. São os alunos que vivem neste tipo de família que são forte candidatos a praticarem o bullying.

Que bom que você também está participando desta coletiva.

Abraços.

Patinha Arteira disse...

Quero agradecer sua visita e comentário!!=)
Gostei muito da sua postagem, inclusive das ilustrações da cartilha. Vou encaminhar pra escolinha dos meus pequenos...
Olha só o que aconteceu, coincidentemente hoje... minha filha voltou chorando da escolinha, ela está no primeiro ano. Disse que uma colega levou um brinquedo na escola e chamou 'todo mundo' pra brincar com ela, menos minha filha. E chorou, dizendo que pediu pra brincar tb, e deve ter insistido, que eu conheço minha cria... e diante disso, chamaram ela de 'surda'. Aí outro colega chamou, 'quer brincar de babalú?' Ela, toda inocente, 'quero'. Ele disse, ba-ba-lu, e deu um tapa na testa dela.
Conversei bastante com ela sobre isso tudo, mas...e agora? Como devo lidar com essa questão perante a escola? O que você acha??
obrigada,
Pat Canheti

Sandra disse...

Menina, isso é dos grandes problemas que enfrentamos na escola. Brincadeiras assim bem estupidas. Eu lhe sugiro ir e conversar com a escola.
Pois não podemos deixar tais coisas acontecendo. até porque o menino agiu muito errado. Isso não se faz.
Mas vou até o seu blog.
Bjs.
Agradeço a colaboração.
Sandra

pensandoemfamilia disse...

Olá Sandra
estamos juntas nessa luta. Os gestos diários com nossos folhos e pessoas que nos rodeam são parte importante desta questão. Pois o bullying é um comportamento apreendido.
Gostei da forma com expôs o tema e da cartilha, que eu não conhecia. Como terapeuta de família, tenho no cotidiano da minha prática várias questões de falta de limites dos pais e, algumas vezes, modelos de comportamento.

Obrigada pela sua visita.
bjs

VALVESTA disse...

Olá querida Sandra, eu estou contigo nesta.
Eu quando criança passei por essas brincadeiras, mas na epoca não era violencia como hoje acontece, mas me doia ser alvo de brindadeiras e puxarem minhas tranças... marcaram.
Acho que a repressão muitas vezes são feitas no lar e as crianças extravazam na rua, e na escola, criança que recebe carinho é criança é criança carinhosa. Beijos e feliz semana.

Vanessa disse...

Sandra, muito obrigada pela sua valisa contribuição como professora. Beijos!

Ana disse...

Adorei sua postagem!
Mostra-se muito consciente do seu papel como professora e como mãe.
A questão do jovem não respeitar e querer respeito vem de casa.
Um complexo problema de ausência de educação moral da familia.
Beijos!

Di disse...

E bom saber, sempre, que nossos educadores, mesmo que não todos, estão a par e preocupados com essa pratica. Estou participando da blogagem tb: http://maebipolar.blogspot.com

Meiroca disse...

Bullyismo é uma tema que deveria ser matéria obrigatoria nas escolas, uma tema para discuçao entre professores, pais e alunos.

Meire
www.meiroca.com

Ao toque do Amor disse...

Passsando pra te desejar um lindo dia e deixar o meu toque de carinho e amizade
san

Misturação - Ana Karla disse...

Caprichou no post.
Parabéns!
Juntos vamos combater o bullying, informando, incentivando a denúncia, entre outros.
Boa Tarde Sandrinha!
Xeros!

Sandra disse...

oBRIGADA MENBINAS PELO CARINHO DE VCS.
LOGO RETORNAREI AOS BLOGS., PARA CONTINUAR VISITANDO ESSES LINDO CANTINHOS. ALÉM DE ESTAR CONTRIBUINDO.
MUITO OBRIGADA PELA SUA VISITA.
SANDRA

Sandra disse...

ESTE É O MELHOR CANAL DE DEBATE A LONGAS DISTANCIAS. COMO É BOM PODER INTERAGIR COM PESSOAS COMPROMETIDAS COM O PROBLEMA. MUITO OBRIGADA A TODAS.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Sandra disse...

Algumas atitudes e comportamentos são comuns de um estudante vítima de bullying.

Vamos todos lutar por esta causa.Vamos dizer não.Temos que lutarmos contra o tempo. Muitas coisas ruins já estam acontecendo.
Muitos ainda estam cegos..Outros não querem se envolver. Mas nós podemos fazer a diferença..Divulgando e lutando..
A batalha é nossa, não podemos perdê-la.
Carinhosamente,
Sandra

Luma Rosa disse...

Sandra, gostei da sua postura perante o bullying! Fico um pouco chateada quando educadores ficam na defensiva e não encaram um problema que existe e que deve ser enfrentado de frente. Parabéns! Beijus,

Sandra disse...

Muito obrigada lumma,
Valeu.
Que bom que veio.
Carinhosamente,
Sandra

Sandra disse...

Agradeço a todos que vieram e deixaram os seus carinhos.
Sandra

Sandra disse...

Ola Bom dia!!
Saudades!!!
Me perdoe a minha ausência..

AMIZADE

Não se poderia conceber a amizade se ela não fosse presidida pelo ternário simpatia-confiança-respeito, indispensável para nutrir o sentir que a constitui.

É pelo signo da amizade que se unem os homens, os povos e as raças, e é sob seus auspícios que há de haver paz na Terra.
Da Sabedoria Logosófica.

Carinhosamente,
Sandra

Tays Rocha disse...

Sandra, demorei mas vim... seu post ficou excelente, com algumas observações que complementaram as ideias que coloquei lá. Eu ainda acho que todos tem responsabilidade, mas a maior incumbência de educadar e prevenir é em primeiro lugar dos pais e em segundo, dos educadores, que são os mais próximos ás crianças. É preciso prevenir e a melhor forma é a informação e a conscientização, evitar que esse problema seja banalizado e tratado como comum... Beijocas.